09 agosto, 2016

MUSCULAÇÃO X QUALIFICAÇÃO TÉCNICA !

A musculação é a modalidade que mais exige conhecimento técnico cientifico por parte dos profissionais que atuam neste segmento. Para ser um bom profissional e atuar com sucesso nessa área deve-se ter um conhecimento apurado da ciência da musculação: fisiologia, biomecânica, bioquímica do exercício, nutrição e, evidentemente, do conhecimento prático. “A musculação, como hoje é chamada esta forma de treinamento físico que se utiliza de cargas para a realização de movimentos específicos num trabalho de força resistida (contra-resistência), é uma atividade utilizada há décadas com o principal intuito de aumentar a força, tônus e o volume muscular de indivíduos que requeiram uma melhora desse quadro com propósitos esportivos, profiláticos ou simplesmente estéticos.

Modalidade que restringia-se a um publico limitado hoje é, com toda a certeza, a atividade mais executada no planeta; uma vez que praticamente todas as modalidades esportivas também se utilizam da musculação como pratica complementar, no entanto necessita-se de conhecimento técnico para adequá-la a cada situação .
A ciência da musculação é um ramo da ciência do esporte que vem evoluindo de forma espantosa. Inúmeros estudos e pesquisas vem sendo realizadas pelos mais renomados profissionais da área no sentido de aprimorar técnicas de treinamento e otimizar resultados. Diversos mitos e dogmas que eram tidos como verdades absolutas, hoje são amplamente questionados e muitos até caíram em desuso.
Infelizmente muitos profissionais ainda estão presos a estes velhos conceitos por falta de conhecimento atualizado.
Quando se determina um sistema de treino deve-se ter a exata noção do porque da utilização deste ou daquele sistema e das respostas que cada um deles ira gerar, do ponto de vista bioquímico e fisiológico.
Não se deve elaborar um sistema de treino baseado em “nada” ou então porque “fulano ou sicrano” se utilizam desse sistema ou ainda porque leram “sei lá onde”.
Os profissionais da área esportiva devem agir com responsabilidade e propriedade.”
Recentemente em enquete realizado em nosso blog com a pergunta “Seu professor de musculação esclarece suas questões de nível técnico a contento”, o resultado foi desanimador: apenas 18% respondeu que sim, 50% respondeu categoricamente que não e outros 32% disseram ter suas dúvidas esclarecidas apenas em parte !
A questão é, os profissionais precisam melhorar seu nível de conhecimento técnico ou são as academias que contratam professores sem muitas exigências a um baixo custo, ou os dois ?
Longe de querer justificar, imagino que se os proprietários de academias fossem mais exigentes na contratação e principalmente, pagassem um salário melhor e mais digno, esse problema diminuiria bastante . Acho simplesmente uma total falta de discernimento, coerência e respeito pagar para um profissional que, como citado acima, deve, ou pelo menos deveria, ter uma qualificação técnica apurada, a quantia medíocre de R$ 6,00 a hora/aula, o que geralmente ganha um professor de musculação . Em contrapartida, para professores que atuam nas salas de ginástica basta um simples cursinho de “body bobagem” qualquer para estar habilitado a ganhar R$20,00, R$25,00, R$30,00 ou até mais por uma hora de aula dada . Não quero com isso desmerecer ninguém, só gostaria de entender essa diferenciação, uma vez que a necessidade de conhecimento técnico cientifico é muito maior para quem atua nas salas de musculação e com um salário ridiculamente menor ...



Nenhum comentário:

Postar um comentário