29 abril, 2015

COLESTEROL SALVA VIDAS E NÃO O CONTRARIO .'.

A Sociedade Japonesa para nutrição lipídica (Japan Society for Lipid Nutrition) estabeleceu novas orientações no sentido de que níveis elevados de colesterol são melhores para maior longevidade, desafiando a “sabedoria convencional”. Existem dois tipos de colesterol – lipoproteína de baixa densidade (LDL) e lipoproteína de alta densidade (HDL), que é considerado como “bom” colesterol. O colesterol LDL é entregue às células de todo o corpo, enquanto o HDL é o excesso de colesterol recolhido do corpo.

A sociedade de Aterosclerose do Japão (Japan Atherosclerosis Society), uma organização com foco em doenças relacionadas ao estilo de vida, tem promovido a redução dos níveis de colesterol LDL, melhorando os hábitos alimentares e uso de medicação, porque seguem a crença equivocada de que os níveis elevados de LDL em si podem causar doença cardíaca.
No entanto, Tomohito Hamazaki, professor do Instituto de Medicina Natural da Universidade de Toyama, que compilou as novas diretrizes dos níveis de colesterol para a Sociedade Japonesa para Nutrição Lipídica, rebateu o argumento acima.
Ao examinar todas as causas de morte, como o câncer, pneumonia e doenças cardíacas, o número de mortes atribuíveis a níveis de colesterol LDL superiores a 140 mg / dl é menor do que o das pessoas com baixos níveis de colesterol LDL.”
As diretrizes da Sociedade de Nutrição Lipídica não postulam novos critérios, mas Hamazaki citou alguns resultados do estudo para provar sua tese.
De acordo com um estudo de cerca de 26.000 homens e mulheres de oito anos de duração na prefeitura de Isehara Kanagawa, a taxa de mortalidade de homens cujos níveis de LDL colesterol estavam entre 100 mg/dl e 160 mg/dl foi baixa, enquanto a taxa subiu para aquelas pessoas com os níveis de colesterol LDL menores que 100 mg/dl.
Os níveis de LDL apresentaram menos influência sobre as mulheres, mas a taxa de mortalidadeainda aumentou para as mulheres com os níveis de colesterol LDL inferior a 120 mg/dl.
Um estudo diferente, com 16.850 pacientes em todo o país que sofreram acidente vascular cerebral mostrou que a taxa de mortalidade das pessoas com hiperlipidemia que morreram de um derrame cerebral foi menor, e seus sintomas mais leves.
O colesterol é um componente essencial para a criação de membranas celulares e hormônios. Não é recomendado manter artificialmente valores mais baixos de LDL por meio da ingestão alimentar e de medicamentos”, disse Hamazaki.
Existem diferenças entre os números de LDL das mulheres e dos homens.
“Quando as mulheres chegam à menopausa, os seus valores de colesterol sobem substancialmente, mas não afetam o processo de aterosclerose ou o desenvolvimento de doenças do coração”
Para dizer o mínimo, as recomendações de níveis de colesterol não são necessárias para as mulheres”, Hiroyuki Tanaka, diretor da Clínica Niko da Prefeitura de Saga.
A Sociedade Japonesa para nutrição lipídica (Japan Society for Lipid Nutrition), recentemente emitiram diretrizes que destacam a necessidade de tratamentos com foco na diferença entre os sexos e os respectivos riscos de doenças.


Texto: Masanori Tonegawa 
Fonte: PrimalBrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário