24 setembro, 2011

TRÍBULUS TERRESTRIS - MITOS E VERDADES ...

Debates sobre efeitos fisiológicos e reais de Tribulus terrestris (Zygophyllaceae) são constantes. O principal efeito reivindicado é o anabolizante, que se daria pelo aumento da ação da testosterona e androgênicos por meio da ativação da produção endógena de testosterona. Isso porque o T. terrestris é rico em saponinas e protodioscina, um agente fitoquímico precursor de DHEA.Há controvérsias quanto à comprovação deste caminho biológico. Todavia, mesmo assim, T. terrestris é regularmente utilizado por atletas. A suplementação com este fitoterápico durante oito semanas não melhorou a composição corporal ou o desempenho do exercício de resistência em indivíduos treinados do sexo masculino. Atletas de rugby que utilizaram T.terrestris por cinco semanas também não obtiveram ganhos na massa muscular e na força. Há evidências da eficácia do T.terrestris em indivíduos com idade avançada e naqueles que não são treinados.

Outra ação atribuída ao T. terrestris é na disfunção erétil: efeitos hormonais deste suplemento foram avaliados em primatas, coelhos e ratos, por oito semanas. Em ratos castrados foi observado aumento dos níveis de testosterona. Em outra pesquisa, a administração de T. terrestris aumentou o comportamento sexual e pressão intracavernosa, tanto em animais normais e castrados. Portanto, T.terrestris pode ser útil em casos leves e moderados de disfunção erétil, especialmente quando associado à ioimbina.

Foi constatado que as saponinas presentes neste fitoterápico possuem ação antifúngica relevante sobre Candica albicans. Atividade antimicrobiana também foi observada contra Bacillus subtilis, Bacillus cereus, Proteus vulgaris e Corynebacterium diphtheriae.

Ademais, extratos metanólico e aquoso de T.terrestris possuem significativa atividade anti-hipertensiva, o que foi verificado em ratos espontaneamente hipertensos. Os efeitos anti-hipertensivos parecem resultar de um relaxamento da musculatura lisa arterial direta possivelmente envolvendo liberação de óxido nítrico e hiperpolarização da membrana.

As saponinas, além da ação hormonal, possuem importante efeito no controle glicênico e no controle lipidêmico. Já foi descrito também aumento da atividade da enzima do sistema antioxidante, superóxido dismutase hepática e sérica, como conseqüência da ação saponinas presentes no T.terrestris.

É fato que o uso de T. terrestris implica em importantes respostas fisiológicas. Todavia, é preciso cautela na recomendação generalizada deste fitoterápico sobre aumento de força muscular e potência sexual. Afinal, cada caso é um caso. Simples assim.

Texto: Joana Lucyk
Fonte: Site - SigaSuaDieta

Nenhum comentário:

Postar um comentário