05 setembro, 2011

PARA UM BOM FUNCIONAMENTO INTESTINAL ...

A água e as fibras, presentes em frutas, vegetais e cereais integrais, são importantes para a saúde intestinal: as fibras, além de aumentarem o bolo fecal, estimulam a proliferação dos micro-organismos benéficos. Já a água é essencial para proporcionar uma boa consistência do bolo fecal. Adequado consumo de fibras sem o adequado consumo de água favorece a constipação intestinal.A frequência evacuatória ideal é de 1 a 3 vezes ao dia, desde que as fezes sejam de consistência ideal. Segundo a Escala de Bristol (abaixo) o tipo ideal de fezes é o 4. Se a evacuação não for diária, a mudança de perfil da microbiota começa, prevalecendo os micro-organismos que se comportam de forma maléfica. Dessa forma, aumenta-se a produção de toxinas e radicais livres que agridem ainda mais a parede intestinal, favorecendo a cronicidade do problema.

Nos casos de constipação, laxantes que tenham em sua constituição os derivados de antraquinona, como a cáscara sagrada e o sene, devem ser evitados: eles agridem ainda mais a parede intestinal, comprometendo sua integridade e favorecendo a perpetuação do problema.

Além da água e das fibras, para o bom funcionamento intestinal, é necessário, portanto, que ele esteja íntegro. Diariamente a mucosa intestinal se renova e para isso, diversas substâncias são solicitidas:

Vitamina E presente em óleos vegetais como o azeite e óleo de canola e oleaginosas como castanhas é essencial para a integridade da membrana das células, assim como a vitamina C, presente em frutas e vegetais frescos; a Vitamina A, presente em produtos de origem animal e em vegetais, na forma da pré vitamina A, que é o betacaroteno (produtos de origem vegetal não tem vitamina A) é essencial para a função de barreira intestinal; ácido fólico, presente em vegetais em tons verdes escuros, é essencial para a formação da barreira intestinal; o complexo gama orizanol, encontrado no arroz integral, é essencial para restaurar a permeabilidade intestinal; a fosfatidilcolina, presente na soja e ovo, é solicitada para a manutenção das tigh junctions, que são os espaços entre as células intestinais; o ácido pantotênico, presente em vegetais de tons verdes escuros e ovo; é essencial para cicatrização da mucosa.; zinco; encontrado em alimentos de origem animal e cereais integrais, é importante para o crescimento da mucosa e; glutamina, presente principalmente em produtos de origem animal, é o principal combustível das células intestinais e, portanto, requeridapara a renovação diária da mucosa intestinal. Muitas vezes, para a recuperação da mucosa, é necessária a suplementação deste aminoácido em conjunto com a suplementação dos probióticos, que são as bactérias benéficas.

Quando se suplementa probióticos, se favorece o comportamento benéfico dos micro-organismos de baixa virulência, resultando numa melhora da função intestinal. As fibras, como já dito, favorecem a multiplicação dessas bactérias, sendo essenciais para a reversão do quadro de disbiose.



Fonte: Site - SigaSuaDieta

Um comentário: