03 agosto, 2011

É POSSÍVEL SER ATLETA E VEGETARIANO ???

O vegetarianismo é muito comum nos dias de hoje, dentro dele existe diferentes grupos como : a dieta vegan , que não contém nenhum produto de origem animal ; a lactoovovegetariana ( LOV) , que possui produtos lácteos e ovos ; e a semivegetariana , que é composta por pequenas quantidade ou consumo esporádico de carnes e peixes.A adoção dessa dieta esta associada a diversos benefícios para a saúde como, maior expectativa de vida,baixas concentrações de lipídios séricos , de adiposidade corporal , poucas incidências de mortes por isquemia do miocárdio , diabetes mellitus e alguns tipos de câncer pois ela é composta principalmente de carboidratos , fibras dietéticas ,magnésio, folato, potássio , antioxidantes e fitoquímicos. Porém se essa dieta for aplicada de forma desbalanceada ,em situações de altas necessidades metabólicas ( durante a atividade física), pode causar inúmeras deficiências nutricionais .

Várias pesquisas estão sendo feitos a fim de analisar a relação entre dieta vegetariana e a prática esportiva e concluiu-se que a capacidade aeróbica não é afetada pela adoção de uma dieta vegetariana, desde que supra as necessidades nutricionais do atleta, entretanto a baixa ingestão energética pode resultar em perda de massa óssea, distúrbios no ciclo menstrual e aumento do risco de lesões.Já em relação à força muscular são necessários maiores pesquisas .
Outra pesquisa comparando os atletas vegetarianos e não vegetarianos consumindo 4500 kcal ( 60% carboidratos , 10% gordura e 30% de proteínas) não mostraram nenhuma diferença em uma maratona , desde que supra as necessidade energéticas , o rendimento não é afetado.
Entre os minerais o ferro não – heme, encontrado em fontes vegetais e de parte do conteúdo das carnes , é menos biodisponível que o ferro – heme encontrado em fontes animais . Com a eliminação de carnes da dieta e o aumento da ingestão de legumes e grãos integrais na dieta podem resultar na menor ingestão deste mineral, assim como o zinco. Sabe-se que a dieta vegetariana possui mais ferro do que em dietas não vegetarianas, porém o mineral encontrado na dieta é menos disponível para a absorção , dado as diferenças na forma química e os fatores inibidores presentes . Então as dietas vegetarias necessitam de um planejamento afim de evitar a carência de ferro , pois a baixa ingestão desse mineral pode interferir de forma negativa no desempenho , por limitar o transporte de oxigênio para os músculo em atividade.
São menos freqüentes as baixas ingestões de zinco, cálcio, cobalamina e vitamina D entre os lactoovovegetarianos , pois eles possuem leite e derivados em sua dieta, e esses são fontes significativas desses minerais.Já os vegans necessitam de uma atenção especial para não desenvolver deficiências nutricionais .
Mudanças no treinamento, intensidade, volume e recuperação podem interferir na resposta hormonal ao exercício, porém a influencia da dieta sobre a concentração hormonal é menos compreendida. Foram encontrados valores baixos de testosterona em homens que consumiam dieta vegetariana rica em proteína , quando comparados a dieta não vegetariana rica em proteínas também, essa situação pode ser explicada pelos fitoestrógenos de soja ( muito consumido pelos vegetarianos) que podem ser os responsáveis pelas concentrações mais baixas de testosterona e androstenediona.Os baixos níveis de testosterona surgem efeitos negativos sobre a hipertrofia muscular e o desenvolvimento da força . Apesar disso a suplementação com proteína de soja mostrou –se capaz de fornecer um aumento significativo de uma proteína responsável pelo fator de crescimento que atua regulando o crescimento das células musculares (IGF-1), quando comparadas à suplementação com proteína do leite .

Pode-se concluir que a prática vegetariana pode causar diversos benefícios à saúde, desde que bem planejada para atender as necessidades nutricionais, pois não foram encontradas diferenças significativas na capacidade aeróbica e de força em indivíduos que utilizaram diferentes dietas; por ingerirem grandes quantidades de magnésio ,folato, antioxidantes , fitoquímicso ,fibras dietéticas e carboidratos é necessário maior atenção na dieta desses indivíduos em que diz respeito á ingestão de ferro ;vegans e vegetarianos podem apresentar níveis baixos de hormônios anabólicos ( testosterona, androstenediona e IGF-1) o que pode interferir diretamente no desenvolvimento da hipertrofia e força musculares .
Embora com qualidade nutricional diferente entre vegetarianos e não vegetarianos, a dieta vegetariana supre as necessidades do atleta e não prejudica o seu desempenho aeróbio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário