13 abril, 2011

BOA NOTICIA AOS AMANTES DO SUSHI ...

Muitos de nós são fãs do sushi – especialmente de atum – e assim são vários fisiculturistas IFBB Pro. O três vezes Mr. Olympia Jay Cutler, que monitora o seu programa de nutrição rigorosamente, ainda come sushi em Pré-contest nos dias de “carboidrato alto”. “É um alimento muito limpo e é rico em proteínas”, diz Cutler. “Mesmo quando estou me preparando para um show, eu não me preocupo com os carboidratos no arroz nos meus dias de carboidrato alto”.Cutler se preocupa é com a quantidade de proteína e de gordura que é encontrada no tipo de sushi que ele escolhe – e isso pode variar significativamente de um tipo de atum para o outro. Rodelio Aglibot, um chefe-executivo do restaurante Koi, em Los Angeles, diz que existem vários nomes para o atum com pouca gordura. “Os havaianos chamam de atum Ahi, em menus de sushi japonês, é chamado como Maguro. Ambos vêm do atum albacora, que contém muito baixo teor de gordura “afirma. “Mas mesmo atuns que são mais gordos, ainda são saudáveis porque eles têm muitas gorduras boas como ômega-3.”
Aglibot diz que os fisiculturistas podem querer ser cautelosos a um tipo de sushi chamado Toro. “Este é um corte de peixe muito gordo da barriga que às vezes é muito abundante para os paladares de muita gente”.
A quantidade de gordura no atum albacora varia de uma quantidade insignificante de até quatro gramas, com cerca de 50 gramas de proteína por porção de 226 gramas. 226 gramas de atum rabilho podem ter no máximo 15 gramas de gordura, mas também oferece 50 g de proteína. Ambos são boas escolhas para os fisiculturistas.
Um dos maiores problemas na escolha de um bom pedaço de peixe é a certeza de que é fresco. “Procure por um pedaço de peixe que é pegajoso ao toque, mas não viscoso”, diz ele. “Ele deve ser firme. Se a superfície é granulada, isso significa que é velho ou que foi congelado.”


Texto traduzido e adaptado: Fisiculturismo MS

Nenhum comentário:

Postar um comentário