07 setembro, 2010

O TOP DAS PROTEINAS ...

Primeiramente, o que são e para que servem as proteinas? "A palavra Proteina tem sua origem em um termo grego que significa "De primordial importância". Esse macronutriente é o componente celular orgânico mais abundante no corpo humano. As proteinas são a base estrutural de todos os tecidos e orgãos, além de formarem neurotransmissores e hormônios polipeptídicos como a insulina e o hormônio do crescimento. As proteinas encontrados dentro do núcleo das células (DNA) transmitem as características hereditárias e são responsáveis pela síntese proteica contínua. As proteinas globulares formam as quase 2000 enzimas diferentes que são responsáveis por desempenhar funções específicas, acelerando e regulando reações químicas e conferindo a determinados tecidos suas capacidades metabólicas.
As proteinas, assim como os carboidratos e as gorduras, contém atômos de carbono, oxigênio e hidrogênio, porém, diferente deles, as proteinas contém nitrogênio (16% da molécula), enxofre, fosforo e ferro. As moléculas de proteina são formadas por blocos menores denominados aminoácidos. As proteinas são sintetizadas, basicamente, a partir de apenas 20 aminoácidos direrentes. Todos os 20 devem estar presentes simultaneamente para que aconteça a síntese proteica. Nove deles não podem ser sintetizados pelo organismo, portando deveram ser obtidos através dos alimentos (dieta) chamando-se por isso aminoácidos essenciais. A partir de dois aminoácidos essenciais, a metionina e a fenilalanina respectivamente, o corpo sintetiza a cisteína e a tirosina. Os outros nove podem ser produzidos pelo corpo. Esses nove e os dois que são sintetizados a partir dos aminoácidos essenciais são chamados de aminoácidos não-essenciais. "
A qualidade nutricional de uma proteina é definida, entre outras coisas, pela sua digestibilidade e valor biológico . A digestibilidade refere-se a porcentagem de proteina que é realmente absorvida pelo corpo, já o valor biológico refere-se à integridade com que essa proteina fornece os aminoácidos essenciais ( se contem todos na quantidade e relação adequadas ).
A Proteina Isolada de Soja, a Albumina e a Whey Protein tem a digestibilidade e o valor biológico altissimos ( Os mais altos encontrados entre os alimentos conhecidos ) . Portanto são excelentes opções de proteinas para serem incluidas em nossa dieta. Há quem acredite que a carne seja de primordial importância na dieta, pura lenda !!! O ser humano utiliza-se da carne como fonte de alimento desde os primórdios, por ser esta a fonte de proteina animal mais conhecida e disponivel em abundância. Porém hoje isso mudou, existem proteinas com qualidade infinitamente superiores. As pessoas ainda se utilizam da carne, muitas vezes de forma até exagerada, mais por questões culturais do que nutricionais. Eu não estou com isso querendo defender a idéia de que não se coma mais carne, porém não vejo muita coerência em fazer dela nossa principal fonte de proteinas. Veja abaixo o exemplo de algumas fontes de proteinas e seus respectivos valores biológicos em comparação com a carne e tire suas próprias conclusões :
Whey Protein = 104 / 110 - Albumina = 100 - Carne = 60 / 70.

Proteina Isolada se Soja -

A Proteina Isolada de Soja é a unica proteina vegetal com a qualidade comparavel à proteina animal. Possui grandes quantidades de aminoácidos essenciais e numa relação muito satisfatória, fazendo dela uma fonte proteica de alto valor biológico. Contém os mesmos niveis de PDCAAS ( Protein Digestibility-Corrected Amino Acid Scoring ) da Whey Protein e da Albumina. A Proteina Isolada de Soja em relação as demais proteinas, contem maiores quantidades de glutamina e arginina, aminoácidos importantes para o anabolismo muscular, além de apresentarem também grandes quantidades de BCAAs. Convém ressaltar ainda que trata-se de um produto completamente isento de gorduras e carboidratos.
A soja passa por varios processos de industrialização, sendo a Proteina Isolada de Soja seu principal componente, constituido de aprox. 90% de proteina. Só para se ter uma idéia, a farinha de soja, o extrato de soja e a proteina texturizada de soja tem aprox. 50% de proteina e ainda tem a proteina concentrada de soja com 70 %. Outro fator importante é o seu custo bastante reduzido em comparação com outras fontes proteicas como por exemplo a Whey Protein (Que passa por caros processos de fabricação, além de ser um produto importado, por não termos sua fabricação no Brasil ) .

Albumina -

A Albumina da Cara de Ovo é uma proteina de altissima qualidade . Para se ter uma idéia, esta proteina é usada como referência dietética para outros tipos de proteinas usadas na alimentação. Isso significa que para se saber se uma determinada proteina possui as qualidades ideais de aminoácidos , toma-se como base comparativa as quantidades dos aminoácidos constituintes da Albumina da Clara de Ovo. Ou seja, quanto mais a proteina se aproximar da Albumina, melhor ela será, " É mole ou quer mais".
A Albumina é processada atravéz de desidratação por meio de evaporadores após serem pasteurizadas por processo de alta temperatura, onde todas as bactérias, mofos, leveduras e bacilos patogênicos que por ventura possam existir na clara de ovo, são completamente eliminados.
No passado só se encontrava no mercado a albumina in natura e devo admitir que seu sabor não era dos melhores, apesar de se tratar de uma excelente proteina. Porém hoje, para nossa sorte, as industrias já comercializam este produto em vários sabores e por sinal bastante agradaveis. Uma ótima proteina com ótimo sabor, é tudo que precisávamos !
Essa proteina vem sendo utilizada a décadas na fabricação de suplementos alimentares e por atletas, principalmente na musculação onde se da maior importância para o volume e qualidade musculares.
Igualmente a proteina isolada de soja, a albumina também é isenta de gorduras e carboidratos.

Whey Protein -

Definitivamente esta é a proteina com niveis de digestibilidade e valor biológico dos mais altos. Esta proteina ao contrario das citadas anteriormente foi desenvolvida mais recentemente, na Dinamarca. A Whey Protein ou Proteina de Soro do Leite ou ainda Lactoalbumina é obtida atravéz de tecnicas sofisticadas por processo de "troca iônica" ou por separação "elatrostática" onde o soro do leite é separado em lactose, gordura e proteina, para se produzir a forma mais pura de proteina disponivel hoje. O leite possui duas proteinas primarias a caseina e a lactoalbumina, 80% e 20% respectivamente, a lactoalbumina se encontra no soro. Este passa por um processo de ultra-filtração e pasteurização com rigoroso controle microbiológico. Só como curiosidade, para se obter 1 kg de whey protein são necessários aprox. 200 kg de leite de vaca. Estejam sempre atentos para os rótulos dos suplementos, pois é comum encontrar o soro do leite na sua forma bruta (que é pobre em proteina e rico em lactose ) ao invés da proteina já separada (whey protein).
Quem tem por hábito utilizar-se da whey protein como fonte de proteina já deve ter notado que existem direrentes tipos, a Isolada a Concentrada e a Hidrolizada. Isso deve-se à algumas diferenças no processo de obtenção. Na Isolada após o processo de pasteurização a separação é feita químicamante (processo de troca-iônica) onde se obtém a proteina com uma pureza de 90% - 95%.
Na concentrada após a pasteurização o soro é filtrado em uma superficie onde é retido apenas a proteina e a gordura, eliminando o restante (processo de separação eletrostatica). Trata-se de um processo mais natrural por não envolver processos quimicos artificiais, mas em contrapartida fornece uma menor concentração de proteina pura ( 25% - 89% ). Já a hidrolizada é o processo pela qual a whey protein pronta, isolada ou concentrada, é submetida à uma quebra em particulas menores na presença de água, isso para que se tenha uma melhora na digestão e absorção do composto.

OBS : Uma opção bastante coerente é utilizar-se de uma associação de direfentes fontes proteicas, como por exemplo, misturar Albumina com Proteina Isolada de Soja . Qualquer deficiência de aminoácidos (na quantidade ou relação) que essas proteinas possam ter, mesmo que infimas, ao associa-las uma acaba por completar a outra e voce terá uma proteina de excelente qualidade.

Texto: Sergio Sheman
- O trecho entre aspas ( " ), no inicio desta materia foi extraido de um texto de Bruno Fischer (Proteinas), GEASE .

Um comentário:

  1. O básico sempre será necessário, não só aos iniciantes, mas para os "assuntados" que volta e meia esquecem o óbvio. Daí a relevância do texto. Tal informação deveria estar na ponta da língua dos atendentes de lojas d e suplementos que não raro só falam besteiras desconexas devido ao seu despreparo. Os que dominam a boa informação têm por obrigação repassá-la veementemente e constantemente para que a qualidade do conhecimento popular melhore. Missão cumprida Serginho. Força Sempre.

    ResponderExcluir