14 julho, 2010

VOCÊ PRECISA DE GORDURA ...

Achamos conveniente começarmos essa matéria citando um fato curioso: “Diversos estudos científicos observaram uma incidência mínima, quase nula, de doenças cardiovasculares em esquimós, apesar de terem uma dieta rica em gorduras. Os estudos concluíram que um dos principais motivos para tal ocorrência era justamente os hábitos alimentares desse grupo de indivíduos que consistia, basicamente, em peixes ricos em ácidos graxos ômega-3.O Ph.D em Bioquímica, Barry Sears diria que tal acorrencia deve-se, principalmente , ao fato desses indivíduos terem hábitos alimentares onde a ingestão de carboidratos é muito baixa. Eu particularmente concordo plenamente com esse raciocínio . Todos já sabemos que os carboidratos geram uma resposta metabólico-hormonal à sua ingestão que eleva os níveis plasmáticos de insulina e a insulina é um hormônio que tende a aumentar os depósitos de gordura. Essas reações tem sido conservadas geneticamente no decorrer da evolução. O Homo sapiens, nosso ancestral da era neopaleolitica era um caçador e se alimentava basicamente de carne, frutas e vegetais ricos em fibras, um menu em harmonia com a composição genética do homem que tem se mantido quase inalterada à cem mil anos. Uma analise moderna das dietas neopaleoliticas deixam claro que nossos ancestrais eram bem desenvolvidos em termos físicos com uma ossatura de atletas de elite como os atuais decatletas, combinando velocidade e força. Porem apesar de termos praticamente os mesmos genes de nossos ancestrais, nossos hábitos alimentares mudaram drasticamente, principalmente nos últimos dez mil anos. Toda essa harmonia alimentar e genética foi alterada, principalmente com o desenvolvimento da agricultura. Ocorreu a introdução de grãos como alimento básico e a diminuição do consumo de proteína animal e gorduras. Lembrem-se que do ponto de vista evolutivo, dez mil anos são apenas um abrir e fechar de olhos. Os genes humanos tem se adaptado de forma relutante aos novos hábitos alimentares e o homem tem sido geneticamente incapaz de lhe dar com isso. Quantidades inadequadas de carboidratos de alta densidade tem gerado reações insulínicas exageradas.
A bem da verdade o problema não são as gorduras e sim as mesmas ingeridas com carboidratos do tipo e em quantidades inadequadas.
De forma resumida, toda essa estória foi contada para que possam compreender a importância das gorduras. As gorduras tem um papel fundamental para o bom funcionamento do organismo. Vitaminas de extrema importância só podem ser absorvidas pelo corpo humano com o auxilio das gorduras, os principais hormônios do corpo são fabricados a partir das gorduras, preciso dizer mais ?? Se fosse mencionar todos os processos onde as gorduras são imprescindíveis no organismo humano, precisaria de centenas de folhas.
As gorduras devem fazer parte de uma dieta equilibrada, mesmo para indivíduos que tenham como objetivo a perda de peso. O CORPO HUMANO PRECISA DE GORDURA, PRINCIPALMENTE AS CHAMADAS GORDURAS ESSENCIAIS , presentes no óleo de oliva, nas nozes, castanhas, linhaça, etc .
Infelizmente a industria alimenticia tem negligenciado um pouco esse importante macronutriente, seguindo uma vertente que nas ultimas décadas tem condenado esse alimento. Os consumidores foram convencidos de que um produto para ser de boa qualidade não deve conter gordura .
Uma dieta saudável deve conter um mínimo de 10 a 15% de gorduras, mesmo estando o individuo em dieta para perda de peso. Uma medida inteligente é optar pelas gorduras vegetais, que são mais ricas em ácidos graxos insaturados.

Texto: Sergio Sheman

Nenhum comentário:

Postar um comentário