06 julho, 2010

ANABOLIZANTES, heróis ou vilões ...


Sempre que se diz a palavra "anabolizante", a maioria das pessoas reage de forma negativa, como se estivessem falando de algo demoníaco; BUUUUUUUUU !!! Antes de mais nada saibamos o que são anabolizantes. Qualquer elemento que estimule o metabolismo anabólico (anabolismo) pode ser considerado um anabolizante.

O anabolismo é um conjunto de fenômenos bioquímicos que se processam no organismo vivo, destinados a regenerar, a partir de substâncias simples, a matéria viva que se gasta durante a fase catabólica do metabolismo, através das queimas respiratórias intracelulares. Definindo de forma bem simplista : "O anabolismo é uma fase construtora". Ex.: a síntese de proteínas musculares a partir dos aminoácidos.
Afinal de contas, porque é que nos alimentamos ? Os alimentos são a matéria prima para a construção dessa obra maravilhosa que é o corpo humano. Nesse contesto, o anabolismo seria a construtora responsável pela obra.
As proteínas ingeridas na quantidade e da forma adequada estimulam o anabolismo, os carboidratos também, assim como os treinos de alta intensidade como a musculação e isso ocorre naturalmente no corpo humano durante o dia inteiro independentemente do uso de drogas.
Portanto quando ouvir novamente a palavra "anabolizante", não se assuste. Como já foi dito, o anabolizante é todo e qualquer elemento que, direta ou indiretamente, estimule o metabolismo anabólico (ex. alimentos, treino de alta intensidade).
Uma dica: o treino de musculação em si já gera um grande estimulo anabólico, com uma refeição, imediatamente após, rica em carboidratos com alto índice glicêmico e proteínas de rápida absorção (como por exemplo a whey protein) seria um anabolizante muito eficaz .
Na verdade o que gera toda essa polemica são os "esteroides anabólicos", substancias anabolizantes hormonais (EAA – esteroides anabólicos androgenicos ou AAS – anabolic androgenic steroids) que podem ser injetáveis ou orais. Os EAAs são hormônios sintéticos similares à testosterona, possuindo, como o próprio nome diz, tanto propriedades anabólicas, quanto androgênicas e gerando todos os efeitos pertinentes à esse hormônio que, como a maioria já deve saber, é um dos principais hormônios relacionados ao aumento da massa muscular, tanto no homem quanto na mulher. A bem da verdade os EAAs não são monstros mortais nem tão pouco substancias proibidas. São simplesmente medicamentos controlados como outro qualquer, que para sua utilização faz-se necessário uma orientação médica e receituário especifico. Sua restrição esta relacionada à algumas competições que não permitem a participação de atletas usuários. Sua eficácia quanto ao aumento da força e velocidade são inegáveis, portanto os atletas que optaram por não se utilizarem delas ficariam prejudicados nos resultados e certamente não seria uma competição justa. Nesse caso a "proibição" tem uma conotação moral e ética.
A ilegalidade dessas substancias, na verdade estaria mais relacionada a comercialização deste medicamento. O que caracteriza a ilegalidade é o contrabando e comercialização sem receituário adequado, sem nota fiscal e/ou importação ilícita desse medicamento de outros paises onde também são fabricados. Isso vale para qualquer medicamento e não só para os EAAs.
A quem diga que apenas uma única dose pode levar o individuo a morte. Isso simplesmente não procede, uma vez que a referida substancia foi desenvolvida para, entre outras coisas, o tratamento e recuperação de idosos em condição pós-operatória e crianças com raquitismo, sua utilização acabaria por mata-los ao invés de auxilia-los na recuperação. O grande problema dos EAAs é a sua utilização inadequada e uso indiscriminado.
Que fique bem claro que nossa intenção aqui não é estimular as pessoas ao uso dessas substancias, porem que a justiça seja feita. Só esta faltando colocarem uma caveira no rótulo. A coisa não é bem assim. Há determinados casos onde sua utilização traz inúmeros benefícios.
Os EAAs quando utilizados nas doses terapêuticas e com orientação médica adequada, apresentam menos efeitos colaterais que os famigerados anticoncepcionais e hormônios femininos utilizados de forma enlouquecida pela grande maioria das mulheres desde a mais tenra pré-adolescência até a pós-menopausa.
Acho que agora deu para perceber que existem anabolizantes (elementos que estimulam o metabolismo de forma natural) e anobolizantes (esteroides, hormonais, controlados), "não confundam as bolas" .

2 comentários:

  1. Gostei do Texto, uma forma bem clara de explicar o que todos tem por pré-conceito rotular, sem conhecer.

    ResponderExcluir
  2. Mais didático impossível. Parabéns!

    ResponderExcluir